Sustentabilidade do 'livro das palavras' para o Mundo.
Beatriz Leones, Decoradora

O desafio mais interessante (e provocador) das escolhas dos materiais para as nossas casas é perceber” que o muito é inimigo do bom”, e que o bom passa pela consciência essencial de perceber que o simples, o prático e o acolhedor bastam para serem “muito”. Contraditório?

É bem mais simples do que pensa…

Há 20 anos a palavra “sustentabilidade” fazia parte quase exclusivamente do dicionário e, nos últimos 20, saiu do 'livro das palavras' e passou para as bocas do mundo.

É difícil não ponderar um projeto nos tempos que correm sem planear qual, ou quais, materiais vou reaproveitar.

Hoje, podemos escolher para as nossas casas tintas ecológicos feitas à base de cal ou de terra.
Os tecidos, para revestir cadeiras, sofás, cortinas etc., são completamente sustentáveis. Uma das formas de o fazer é retirar o lixo dos oceanos e transformá-lo.

A execução do mobiliário recorre à reutilização de móveis já usados, de portas, de soalhos ou de estruturas obsoletas que são recicladas e atualizadas, tendo em conta os designs da atualidade.

A iluminação artificial é importante, mas nada se compara com a luz natural. Atualmente, a maior parte dos edifícios exploram a luz natural exaustivamente, com grandes janelas e portas, claraboias e materiais refletores, como vidro ou espelhos… Estes ajudam ampliar a luz no ambiente.

A sustentabilidade passa por uma forte consciência do mundo atual, que se desvincula de um passado exagerado e ostensivo em que a aposta em materiais poluentes era grande.

Cada um de nós pode, e deve, marcar a diferença no que toca à escolha de qualquer peça para a nossa casa.

Beatriz Leones, Decoradora
Com quase 20 anos de experiência em decoração de interiores, realiza projetos de decoração e remodelação de casas particulares e espaços comerciais. Os seus projetos de decoração combinam de forma harmoniosa e prática um estilo simples e ao mesmo tempo sofisticado, tendo sempre uma preocupação com os materiais naturais e sustentáveis. A sua participação no Programa Querido Mudei a Casa da SIC e várias rubricas sobre decoração na SIC Mulher revelaram sempre projetos de reutilização de materiais que dão nova vida a móveis perdidos e que são a sua imagem de marca. A sua vertente solidária revelou-se nas obras de cariz solidário, com as remodelações de espaços promovidas através da SIC Esperança.
Voltar a FUTURO
A ADENE é a agência nacional para a energia, com uma missão centrada nas pessoas e a ambição de reforçar o posicionamento de Portugal na descarbonização, é um parceiro ativo da transição energética, fortalecendo parcerias, dinamizando a política pública e estando mais próximo dos cidadãos. Com toda a energia!
chevron-down