Energia, esse bem precioso que nos move e faz mover o mundo!
Maria Fátima Guerreiro, Mulher, Mãe, Avó, Cidadã

Quem, pois, seriamos nós e o que seria de nós sem a energia? Inimaginável! Até porque ela está sempre presente, quer seja dia, quer seja noite, em terra, no mar ou no ar, quase todas as nossas ações dependem da energia apesar de não pensarmos muito nela.

Nestes últimos vinte anos, temos assistido a um desenvolvimento enorme em todos os sectores da vida das populações, e todos sabemos que todo este progresso não seria possível sem a ajuda da energia. Pena é, que muitos de nós não estejamos preparados para acompanhar as novidades que vão surgindo em cada dia e que em muito podem facilitar as nossas vidas, mas, a verdade é que tudo se passa muito rápido e onde a adaptação especialmente dos mais velhos por vezes não é fácil. Apesar disso, é muito interessante ver como temos ao nosso dispor tantas máquinas e aparelhos elétricos com os quais pudemos fazer quase tudo o que muito nos ajuda. Nós não nos apercebemos mas, minuto a minuto estamos a carregar no botão!

Os próximos vinte anos, na minha perspetiva, trazem desafios muito grandes para todos nós e que nos colocam algumas questões muito desafiantes.

A primeira questão em que devemos pensar será: De onde vem a energia? Como está a ser produzida? Quais os custos, sobretudo os ambientais que essa produção acarreta? Onde podem ser melhorados? É necessário que os interesses monetários não se sobreponham aos demais; principalmente humanitários e ambientais. A reflexão tem que ser bem pensada e ponderada. A humanidade merece!

Outra questão não menos importante será o modo de como vamos gerir a energia. Eu acho que é preciso usá-la com mais respeito e não a banalizar como tantas vezes acontece, ignorando os prejuízos que daí advêm! Também nos devemos lembrar de todos aqueles que precisam e que continuam sem ter acesso a ela. Nós precisamos dela e não saberíamos viver sem ela, por isso vai valer a pena pensarmos nestas questões. A responsabilidade é de todos e cabe a cada um de nós, fazer parte da solução e não do problema.

Acredito que irá imperar o bom senso, até porque, dele depende a nossa sobrevivência.

Maria Fátima Guerreiro, Mulher, Mãe, Avó, Cidadã
Voltar a FUTURO
A ADENE é a agência nacional para a energia, com uma missão centrada nas pessoas e a ambição de reforçar o posicionamento de Portugal na descarbonização, é um parceiro ativo da transição energética, fortalecendo parcerias, dinamizando a política pública e estando mais próximo dos cidadãos. Com toda a energia!
chevron-down